A MAIOR REDE DE TELEMEDICINA DO BRASIL

Para utilizar o serviço, faça seu cadastro na plataforma, preencha sua ficha e receba a receita médica por e-mail.

Cadastre-se

Tratamento de Doenças Infecciosas com a Telemedicina


Existem doenças que são transmissíveis pela relação sexual como Sífilis, Gonorréia, HIV e Clamídia, que se não tratadas têm consequências graves. Faça aqui os exames e tratamentos, sem sair de casa.

O número de especialistas à disposição focados no controle e combate de doenças infecciosas é menor do que a demanda, nem todos os hospitais ou unidades de saúde possuem profissionais disponíveis em tempo integral no seu corpo clínico, principalmente quando se trata de municípios menores. 

Estas barreiras podem ser facilmente quebradas com o uso da tecnologia. E não é preciso um investimento alto em equipamentos pois a Telemedicina apoia-se no uso de tecnologias bem difundidas. Basta uma conexão de acesso à internet, um notebook ou tablet com câmera e suporte a áudio para que o paciente seja atendido por uma equipe remota numa unidade de saúde próxima ou até mesmo no conforto do próprio lar.

Apesar estar em seus primeiros passos no Brasil, o uso de Telemedicina para o controle de doenças infecciosas nos EUA já é uma realidade. Diversos estudos e iniciativas demonstram que a assistência de pacientes à distância tem gerado resultados positivos na quantidade de pessoas atendidas, na qualidade do atendimento e na evolução do quadro clínico dos pacientes.

Além disso, a troca de informações dos casos documentados entre os centros de Telemedicina tem servido como um aliado na detecção precoce de possíveis surtos e epidemias.

Um destes estudos, realizado em 2017 e publicado no periódico “Clinical Infectious Diseases” apontou que hospitais e unidades de saúde que fizeram uso de plataformas de Telemedicina reduziram o tempo de atendimento e diagnósticos de doenças infecciosas nos pacientes e duplicaram o número de atendimentos.

As doenças infecciosas impõem grandes desafios para os sistemas de saúde e a detecção e controle precoce de eventuais surtos é essencial para evitar epidemias que põem em risco a saúde de populações inteiras. A aplicação de ações e campanhas de conscientização em conjunto com o uso da tecnologia da Telemedicina apresenta-se como um avanço muito bem-vindo, ao proporcionar diagnóstico especializado e acompanhamento constante dos pacientes.